Não se perca no tempo!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

DOCUMENTAÇÃO E DIÁRIO DE CAMPO NO SERVIÇO SOCIAL

 Como forma de avaliação da disciplina, a docente Rosimere Maia elaborou uns seminários com dinâmica, com a temática dos instrumentos e modos operacionais que o Serviço Social utiliza em seu cotidiano profissional em diversas áreas (campos de atuação).
Dentre os quais, um que ocorreu no dia 04 de outubro de 2012, tinha como tema a documentção utilizada pelo Serviço Social, com destaque para o diário de campo.
Há quem pense que o diário de campo é um documento elaborado somente por estagiários como forma de relatar os acontecimentos de seu campo de estágio. Enganam-se! O diário de campo pode ser elaborado pelos profissionais também.
Diferenciando-se do registro profissional, o diário de campo serve como um importante instrumento de anotações, porém estas estas são de caráter descritivo e analítico reflexivo, ou seja, além de escrever o cotidiano de seu campo de trabalho, o profissional poderá analisar a realidade de forma crítica. Então o diário de campo pode ser considerado um sistema de informações.
Sua forma de organização se dá dessa forma:
  • Descrição dos fatos;
  • Intrpretação o que foi descrito (análise de procura  de explicações);
  • Registro de principais conclusões, dúvidas, imprevistos e desafios. 
  •  
O que pode ser anotado?
  • Observações no processo de trabalho;
  • Meio físico e social;
  • Como é realizado o atendimento;
  • Tipos de relações geradas.
Como pode ser realizado o registro?
  • Através de desenhos;
  • Fotografias;
  • Forma escrita.
Embora proporcione  ao profissional um planejamento para ações futuras e a acapacidade de realizar a critica aos acontecimentos, este é um instrumento pouco explorado pelos assistentes sociais, que acabam se restringindo a realizar meros descrições, observações e agendamentos de atendimentos e tarefas.
O que parte dos profissioanais alegam é que lhe  faltam tempo, devido ao grande número de atividades realizadas.
Então o que conclui-se é que , como mecanismo para a realização de um fazer profissional bem analisado, com qualidade e reflexão crítica, o diário de campo torna-se um importante aliado neste processo.



3 comentários:

  1. Achei legal o conteúdo. Ajudou na do compreensão de como e o que relatar no diário de campo

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela matéria !!!!!!!
    Achei muito interessante e útil,já que estou prestes a iniciar a preparação do meu diário.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, pelo empenho em publicizar e compartilhar conhecimentos específicos e imprescindíveis da prática profissional do assistente social. O Diário de campo é um grande aliado para uma possível produção teórica do assistente social que está na ponta.

    ResponderExcluir