Não se perca no tempo!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012



No início do mês de Junho, apresentamos nosso projeto de pesquisa. Em nossa apresentação, iniciamos abordando o fato de como atualmente a questão do lixo tem se tornado um ponto de relevante na agenda de discussão.
Mostramos que o destino que deve ser dado ao lixo, as toneladas produzidas diariamente têm se tornado cada vez mais uma questão de ampla preocupação.
Ressaltamos que toda essa discussão é atravessada por interesses econômicos, que vêem no lixo uma grande possibilidade de geração de riqueza a partir da reciclagem de materiais.
Mostramos que idéia da reciclagem do lixo tem ganhado cada vez mais adesão, visto que este nicho do mercado tem rendido ótimos ganhos para empresas. Segundo a reportagem do SEBRAE-SC, empresas que trabalham com reciclagem chegam a ter um faturamento mensal de 2 milhões, ou seja corresponde ao faturamento anual de 24 milhões aproximadamente.
A discussão entorno do lixo não diz respeito somente à questão ambiental mas também atravessa várias dimensões da totalidade social ( política, econômica, cultural etc). O que demonstra que esta problemática perpassa várias áreas de atuação profissional, inclusive a do Serviço Social.
As condições degradantes de vida as quais estão submetidos todos aqueles trabalhadores que sobrevivem da retirada de matérias do lixo se configura como uma expressão da “ questão social” , isto é, o objeto de intervenção do Serviço Social.
Após toda explanação , a professora Rosemere nos alertou, informando –nos que deveríamos fazer um recorte mais específico sobre algo que tivéssemos observado, o que não invalidava nossa argumentação, apenas indicava que teríamos que partir para uma situação mais específica.
Bom galera, essa foi a postagem sobre nossa apresentação inicial do projeto de pesquisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário